Casamentos Babies & Kids 15 anos

Home tour

Exibindo página 3 de 2250

Navegue como ou

Hotel Nomaa, em Curitiba, é indicado como um dos Melhores Hotéis Urbanos do mundo de 2016

O Hotel Nomaa, primeiro hotel-boutique de Curitiba, acaba de completar o ano e está com motivos de sobra para comemorar. Ele foi indicado para a lista de Melhores Hotéis Urbanos do mundo de 2016 da revista britânica Wallpaper. Sete juízes escolheram os hotéis vencedores e o resultado estará na edição de novembro da publicação. “Ser o único hotel do Brasil em uma lista que comporta também marcas em destinos como Londres, Paris, Nova York e Barcelona já é um prêmio que vem recompensar nossa dedicação e cuidado em fazer do Nomaa Hotel e do Nomade Restaurante espaços requintados com um toque leve, para relaxar e desfrutar”, comenta Carolina Nacli, diretora geral do empreendimento. No ano passado, desembarquei em Curitiba para dar uma palestra para as noivas convidadas pela loja Bazaar Fashion e lançar a Revista Constance Zahn Nr.3. Me hospedei no Hotel Nomaa e fiquei en-can-ta-da!! Postei algumas fotinhos da decoração - clean e ao mesmo tempo super aconchegante! - no meu Instagram! O Nomaa é o primeiro hotel-boutique cinco estrelas da cidade e foi inaugurado em junho de 2015! O projeto arquitetônico foi assinado pelo escritório Smolka Arquitetura, e o de design de interiores pela arquiteta Fernanda Cassou, que adoro (já publicamos o casamento dela no blog de casamentos). A suíte que fiquei se chama Áticos e, juro, me senti em casa nela!rs Assim como o hotel inteiro, a decoração é marcada por linhas retas, materiais nobres (couro, nogueira e mármore branco) e peças assinadas por brasileiros como Sergio Rodrigues, Zanine Caldas e Flávio de Carvalho, e estrangeiros como Charles Eames, Eero Saarinen e Harry Bertoia....
Leia mais

Paredes de tijolos e cimento queimado marcam decoração de apartamento

Mix de texturas e materiais naturais foram as propostas de decoração para este apartamento projetado por Tria Arquitetura. Logo na entrada do dúplex, que se dá pela cozinha gourmet integrada à sala de jantar, paredes de tijolos e cimento queimado se encontram no ambiente. Ainda neste espaço, uma estante desenhada pelo escritório de arquitetura acomoda livros de receita e um mini bar para receber os amigos e familiares. No segundo andar, onde está o living e o terraço gourmet, paredes de vidro e cimento integram os espaços. Na suíte do casal, a cabeceira estofada ganhou luz de fundo, e o banheiro mármore na pia e chuveiro. Fotos: Julia Ribeiro | Marcenaria: JHC Marcenaria | Mármore travertino: Breton Actual | Tecidos: Donatelli | Piso: Fulget | Parede cimento queimado: Suvinil efeito concreto  Veja também: Decoração contemporânea e cores vibrantes no apê da arquiteta E mais: O loft de Meg Ryan no SoHo, Nova...
Leia mais

A casa de Adam Levine em Hollywood Hills

A casa de Adam Levine e Behati Prinsloo em Hollywood Hills surpreende os fãs e admiradores do cantor à frente do grupo Maroon 5. A estética pop-rock de muito de seus clipes aqui dá lugar a uma decoração sem nenhum estereótipo, e equipado com clássicos de Jean Prouvé, Ludwig Mies van der Rohe, Arne Jacobsen, e outros icônicos designers do século 20. Para tornar a casa aconchegante, Adam pediu ajuda de Mark Haddawy, amigo de longa data e dono de uma das mais famosas boutique com peças vintage de LA, a Resurrection. Sob a orientação de Haddawy, o cantor decidiu derrubar muitas das paredes internas, reduzindo o númeor de quartos de quatro para um. Outra dica boa do amigo foi investir em mix de texturas e materiais nobres, como piso de concreto, painéis de pau-rosa em diversas paredes e mármore Carrara no banheiro do casal. Amigos e colegas profissão também estão presentes na decoração, tanto em fotos espalhadas pelos ambientes, quanto em peças. O pendente de cabeceira no formato de um AK-47, de Philippe Starck, Adam viu pela primeira vez na casa de Lenny Kravitz. Já na sala de estar, o tapete persa chama a atenção e ganha companhia de mobiliário midcentury, um clássico das casas modernas norte-americanas, e queridinho do amigo Haddawy. (Fotos: Revista AD) Veja também: O loft de Meg Ryan no SoHo, em Nova York E mais: A casa de campo de Amanda...
Leia mais

Decoração contemporânea e cores vibrantes no apartamento da arquiteta

O ditado “em casa de ferreiro espeto é de pau” não serviu para os arquitetos Marina Cardoso de Almeida, uma das sócias do escritório Tria Arquitetura, e Bruno Araujo na hora de transformar o apartamento de 80m² com dois dormitórios recém comprado. E como se trata de sua própria residência, o casal se deu o gostinho de experimentar e usar materiais inusitados. As paredes foram revestidas com telhas metálicas, enquanto o piso de madeira ebanizado. Os tons neutros, como o cinza, foram quebrados com o uso de tons vibrantes e o uso de madeira nos móveis, como os armários da cozinha. Como a arquiteta e o marido adoram receber, um dos dois dormitórios foi desfeito para trazer amplitude e iluminação extra para a sala. A decoração contemporânea trouxe um mix de peças de design e itens de família e garimpados em antiquariato. Veja também: Obras de arte colorem apartamento em São Paulo E mais: Revestimentos nobres integram...
Leia mais

O loft de Meg Ryan no SoHo, em Nova York

Após muitas mudanças e reformas, foram 9 ao todo, Meg Ryan encontrou o cantinho perfeito para chamar de lar. A atriz, brinca que a filha sempre perguntava após o termino de um projeto se esta seria a última. "Amo reformar. Acho que tem muito a ver com a vida de ator. Como ator, você está raramente no controle. Você está sempre dizendo palavras que alguém lhe deu, de pé em uma sala que alguém projetou, criando uma realidade que alguém quer ver. Mas, com a decoração da minha casa eu estou no controle. É minha oportunidade de trazer a minha visão para o mundo", contou ela entrevista à revista Architectural Digest, publicação para a qual ela abriu as portas de seu loft no SoHo, Nova York. O projeto, assinado por Joel Barkley e decoração de Monique Gibson, traz um mix de moderno e vintage, com peças-chave que garantem o clima de casa para a morada, como é o caso dos sofás confortáveis de ambas as salas e a presença de vasos de folhagens grandes. O estilo industrial se faz presente nos móveis de cobre e ferro, assim como nos lustres da sala de jantar. As fotografias espalhadas por todos os ambientes marcam lembranças da infância tranquila de Meg Ryan em Connecticut. (Fotos: Architectural Digest) Veja também: O apartamento de Thierry Gillier e Cécilia Bönström em Paris E mais: A casa de campo de Amanda...
Leia mais

O lar de Thierry Gillier e Cécilia Bönström em Paris

É muito legal quando encontramos a casa de alguém do mundo da moda que traz para a decoração a mesma estética e paixão das araras de suas lojas. Este é o caso da diretora criativa da Zadig & Voltaire, Cécilia Bönström, que ao lado do marido Thierry Gillier e dos quatro filhos mora em um exótico e elegante apartamento em Paris. O edifício, que data do século 19, não foi conquistado de uma hora para a outra. Durante anos, Cécilia namorou o prédio, principalmente as glicínias subindo pelas varandas. E depois de descobrir que o apartamento vago tinha sido de Georges-Eugène Haussmann, o responsável pelo projeto de embelezamento estético e político de Paris, a paixão aumento ainda mais. Para trazer a personalidade da família, Cécilia fez algumas mudanças. O interior, anteriormente escuro e gótico, agora é iluminado e eclético. O destaque do decor fica por conta do mix de obras de arte, mobiliário assinado e, é claro, alguns acessórios Zadig espalhados. Na coleção particular de Thierry, peças de Cy Twombly, Dan Flavin, Jean-Michel Basquiat e Damien Hirst. Ao mesmo tempo que novidades aparecem, piso, molduras dos vitrais e tetos trabalhados com pinturas à mão e sancas foram cuidadosamente restaurados, mantendo sua originalidade. Para integrar, trazer mais iluminação e um clima de “loft” para o ambiente social, uma parede de vidro com estrutura de ferro divide cozinha da sala de jantar. (Fotos: Garance Doré e Gaelle Le Boulicaut) Veja também: A casa de campo de Amanda Brooks E mais: A casa de praia de Anderson Cooper em...
Leia mais

Apartamento reúne arquitetura clássica e mobiliário contemporâneo

Um projeto de arquitetura clássica e mix de mobiliário clássico e contemporâneo foi o pedido de um jovem casal com uma filha pequena ao arquiteto Mauricio Karam. Ao sair do elevador, no hall, molduras clássicas em linhas retas no estilo trompe l'oeil e uma grande porta pivotante preta adentra o apartamento. Uma grande “caixa” forma o pórtico de entrada que “esconde” todas as portas dessa galeria criada  no meio da sala de pé-direito duplo. A sala foi decorada com boiseries pintados de branco. Dentre as peças que mais chamam a atenção, sofá chesterfield de couro alaranjado, sofá de almofadas soltas brancas bem confortável para assistir TV, e poltrona Luix XV em folha de ouro com veludo verde musgo. A varanda principal incorporada à sala ganhou portas de vidro para que a paisagismo pudesse ser apreciada – assim como o skyline do outro lado da cidade de SP. Uma granda chaise de design arrojado em gomos de couro branco faz a transição para a sala de estar da varanda com chaises em linho branco e mesa de madeira Nogueira. Logo atrás, uma sala de jogos com mesa de pé de raiz e tampo de vidro se compõe com as cadeiras clássicas forradas em tecido listrado preto e branco. Arandelas de espelho venezianos finalizam o decor. A sala de jantar recebeu um grande espelho manchado, desenho do escritório de Mauricio Karam, e um lustre de cristal sobre a mesa de laca preta brilhante. As cadeiras em estilo Luis XV folhadas de ouro receberam seda preta fosca. A morada por inteiro recebeu piso espinha de peixe de madeira...
Leia mais

Loft com decoração contemporânea para colecionador de arte

Quando foi contratado para transformar o loft de um colecionador de arte, o escritório FGMF logo pensou em uma decoração contemporânea que privilegiasse os livros, quadros e móveis de design. A primeira intervenção foi a demolição de todas as paredes e divisões a fim de garantir a maior expressividade possível de um loft – a espacialidade criada pelo pé direito duplo e grandes janelas. De forma a amplificar a sensação dessa espacialidade e organizar os livros, objetos e obras de arte dos proprietários, uma grande estante que percorre toda a sala, criando o local da cozinha integrada e acabando no hall de entrada. Esse móvel se tornou o elemento mais marcante deste projeto, criando as referências de toda a organização espacial do local. Os revestimentos foram subordinados a estante: piso ebanizado, paredes de tijolos aparentes pintados de branco, e teto de concreto também aparente. A iluminação foi resolvida através de um grande trilho suspenso, que pode ser regulado conforme a necessidade de trazer iluminação direta ou indireta. A coleção de obras de arte fica exposta em todas as paredes possíveis, e há, em meio ao decor, pequenas preciosidades para serem encontradas, como um pequeno Jeff Koons semioculto na mesa de centro de acrílico. O mobiliário contemporâneo, como o sofá desenhado para o morador e a poltrona dos irmãos Campana se reúne a antigos móveis de família. O conjunto forma um local onde a estética da família transpira e invade o visitante, desde sua espacialidade até pequenas descobertas que estão na grande estante. (Fotos: Divulgação / Fran Parente) Veja também: Biblioteca...
Leia mais

Obras de arte colorem apartamento em São Paulo

A paixão por obras de arte do morador deste apartamento localizado na Vila Mariana, em São Paulo, foi o ponto de partida para o arquiteto Dado Castello Branco criar todo o restante da decoração. Nas paredes, fotos e trabalhos de grandes nomes, como Iván Navarro, Vik Muniz e Damien Hirst, exibem, de forma harmônica, a coleção particular do jovem morador. E para acomodar, acolher e aquecer os espaços sociais, Dado investiu em madeira nas paredes. Lambris de cabreúva são os destaques do projeto. A iluminação indireta também foi um artifício usado para nortear o clima. Móveis assinados por Etel Carmona, Jader Almeida e Baba Vacaro, entre outros, completam no hall de nomes estrelados da propriedade. (Fotos: Divulgação) Veja também: Tríplex com decoração contemporânea para casal que adora receber E mais: Decoração clean, jovem e sob...
Leia mais

Hall de entrada amarelo é o ponto de partida de decoração minimalista

Projetado por Felipe Hess, este apartamento minimalista localizado em um prédio modernista no bairro de Higienópolis, em São Paulo, teve a planta totalmente reformulada para atender as necessidades do novo morador, um ator de teatro que ensaia suas peças em casa. Todas as paredes da área social foram demolidas, sobrando apenas um pilar, a caixa central de elevador e hall social. Este foi totalmente revestido de ladrilho hidráulico amarelo – piso, paredes, teto e porta -, contrastando com o branco, preto e cinza predominantes no projeto. O hall de entrada amarelo foi abraçado por uma grande estante que une os ambientes da sala, fazendo a transição do estar para a sala de ensaios. Uma mesa de 10 metros reforça a conexão do espaço mudando de função ao longo do salão, servindo como mesa de jantar, escritório e cozinha. Ao fundo um grande plano esconde a circulação íntima que leva à suíte, lavabo e depósito dos elementos de ensaio das peças, servindo como proscênio durante os ensaios. Veja também: Túnel integra apartamento no Rio E mais: Apartamento cheio de estilo em Nova...
Leia mais