Casamentos Babies & Kids 15 anos
Topo

Navegue como ou

3ª edição da mostra "Modernos Eternos" homenageia Costanza Pascolato

A mostra “Modernos Eternos” cresceu e deixou o di Pace Arte & Design para alçar novos voos. De casa nova, a terceira edição da mostra acontece entre os dias 10 e 14 de agosto, na Casa Bossa, no shopping Cidade Jardim, em São Paulo. A frente do projeto ainda continua a parceira de peso da designer de interiores Maria di Pace com o curador Sergio Zobaran. Para saber todos os detalhes e novidades da “Modernos Eternos” 2016, batemos um papo com eles, que nos contaram o motivo de eleger Costanza Pascolato como a grande homenageada da vez.

bate-papo com Sergio Zobaran e Maria di Pace

A terceira edição da Modernos Eternos está de casa nova. Qual o motivo? E como se deu a nova parceria com o Cidade Jardim?

Maria: Surgiu a idéia de levarmos a mostra pra lá e os dois lados acharam ótimo. O shopping Cidade Jardim pelo conteúdo e público que vamos levar, e nós pelo leque de moda e lifestyle que eles nos abrem, e que conversam muito com o nosso conceito e público. A Modernos Eternos é um evento pro público final, pois tudo está à venda, desde o trabalho dos arquitetos e designers participantes até todas as pecas expostas nos ambientes. Queremos que as pessoas frequentem nestes 4 dias pela referência estética, mas também pra implementar o habito de consumirem pecas de antiquários, lojas vintage, contemporâneas e autorais dos arquitetos.

A mudança de local muda também o formato/essência da mostra de alguma forma?

Maria: Só aumenta o número de ambientes, pois o tipo de estrutura e conceito são os mesmos. Dizemos que somos uma mostra e venda sustentável, pois não temos obra. Oferecemos as divisórias de material reaproveitável para os arquitetos enveloparem com revestimentos como papel de parede, tecido… O custo é baixo e o efeito maravilhoso, além de trazermos com o conceito mix&match a história de peças vintage que não deixam de ser conteúdo de qualidade pra quem frequenta.

O que podemos esperar para a terceira edição?

Maria: Um público maior, um evento muito caprichado, cada vez mais aprimorado e trabalhos lindos! Todos os dias teremos visitas guiadas para grupos fechados e workshops com marcas de moda e um bate-papo com o Min.q. Também fizemos ativações com algumas vitrines como Mixed, Trousseau e Zapalla. A idéia foi aproveitar e interagirmos o máximo possível com o shopping.

Vimos que o número de ambientes aumentou, quem são os 18 participantes e o que já podem adiantar sobre os ambientes?

Sergio: Procuramos diversificar estilos, como sempre. Temos escritórios que já participaram, e outros que estreiam nesta terceira edição. De jovens de 20 e poucos anos a profissionais consagrados, contamos com um time que vai da Now Arquitetura a Luciana Teperman. E passa por Suite Arquitetos, Zize Zink e Juliana Vasconcellos. São arquitetos, designers de interiores e até mesmo designers de produto, como Zanini de Zanine. Incluindo gente muito boa de diversos Estados.

A homenageada da vez é Costanza Pascolato. Quem a escolheu? E por quê?

Maria: Nós dois chegamos a conclusão de que ela é a pessoa mais perfeita pra esta homenagem. Ela “linka” decoração, moda e lifestyle melhor do que ninguém. A pessoa dela e a casa dela já dizem tudo; é moderna e eterna (bem clichê rs), contemporânea, bem educada, delicada, chiquérrima, tem um apartamento com peças sensacionais que são herança de gerações de família e mescla isso super bem com peças e tecidos novos.

Crédito: Eduardo Knapp/Folhapress

Crédito: Eduardo Knapp/Folhapress

Ela contribuiu de alguma forma para a definição dos ambientes e espaço? Fez algum pedido especial?

Maria: Ela tem um ambiente e escolheu a Suite Arquitetos para o fazer. Quando começamos a falar sobre o assunto e sobre quem faria, ela disse que queria escolher pelo portfólio, não pelo nome e falou em “tecnologia e conforto”. Daí surgiu a proposta do projeto do trio. O restante dos ambientes é de livre escolha desde que sigam o nosso conceito mix&match e que usem 50% de pecas vintage e de antiquários e 50% contemporâneas e se possível autorais

Podem nos adiantar algumas peças highlights desta edição?

Sergio: Podemos destacar um grande número de peças assinadas por nossos grandes mestres do mobiliário moderno brasileiro, como Sergio Rodrigues e Jorge Zalszupin. Em destaque, também, peças maravilhosas dos séculos 18 e 19 que voltam a brilhar em meio ao mobiliário contemporâneo.

E para fechar, qual a dica de decoração para quem possui peças de família e quer usá-la em sua decoração? Alguma dica de quantidade, mix com outras épocas ou combinações?

Sergio: A principal regra é o bom senso. E o melhor critério de escolha pode estar na busca de um profissional da área que conheça estilos e saiba fazer uma boa mistura entre aquilo que se tem e se gosta, e as novas peças a serem adquiridas para compor a casa.

modernos-e-eternos

Serviço:

“Modernos Eternos”
Local: Casa Bossa – shopping Cidade Jardim
Endereço: Av. Magalhães de Castro, 12000
Data: de 10 a 14 de agosto
Aberto ao público

Veja também: Os ambientes da edição passada da mostra Modernos e Eternos

E mais: 15 salas da Casa Cor SP 2016

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *