Casamentos Babies & Kids 15 anos
Topo

Tags

Posts encontrados com a tag cozinhar

Navegue como ou

Use e abuse de temperos naturais

Para ter uma alimentação mais saudável, o ideal é consumir alimentos naturais e evitar o excesso de produtos processados ou ultraprocessados, como os temperos prontos. Esses produtos são os maiores vilões da alimentação, pois contêm uma quantidade enorme de sódio e gordura. No lugar deles, podemos usar ervas natural, que são ricas em fitoquímicos, componente cuja função oxidante é ótima para a nossa saúde. Se você puder, cultive uma horta em casa (temos um passo a passo neste link). Qualquer cantinho serve, assim, é possível ter disponíveis temperos orgânicos, naturais, frescos e sem qualquer desperdício. Além de serem mais saudáveis, eles mudam completamente o sabor da comida, oferecendo mais variedade para as preparações do dia a dia. Outra opção prática é congelar essas ervas em casa. No entanto, é importante ressaltar que elas servem somente para os pratos quentes. Basta lavar, secar bem as folhinhas para tirar a umidade e guardar em potes de vidro, ou fazer forminhas de gelo com um pouco de água. Desse jeito, na hora do preparo, é só jogar os cubos de tempero direto na panela. Algumas propriedades das ervas mais utilizadas HORTELÃ: digestiva, ajuda a melhorar a sensação de barriga estufada. Seu chá é digestivo e calmante, ótimo para tomar depois de uma refeição. Traz ainda um frescor para as preparações, combina com saladas, iogurte e pode ser usado na finalização de alguns pratos. ALECRIM: digestivo, ele tem propriedades antioxidantes, além de ser um tônico natural e um remédio caseiro para insuficiência cardíaca. Seu sabor fica melhor quando usado em carne, frango, batata...
Leia mais

5 livros de culinária francesa para ter na biblioteca

Quando entrevistamos a consulesa da França no Brasil Alexandra Loras, ela deu uma dica de ouro para os amantes da culinária francesa, o site Marmiton. Recheado das receitas de famílias francesas, o site é gratuito e de onde ela se inspira para o menu de suas recepções na casa consular. Mas, para quem não abre mão de um bom livro na estante e não tem facilidades com a língua francesa (o site está em idioma nativo), separamos bons exemplares para ter na biblioteca. Alguns clássicos, como A Arte Culinária de Julia Child, e outros que saíram do forno este ano, como o Piquenique na Provence, da premiada escritora Elizabeth Bard. Vem ver 5 livros da culinária francesa. 1. Paris-Brest - diário de viagem e receitas de uma jovem estudante de gastronomia que se muda para Paris em busca de boa comida e ensinamentos: Livraria Cultura | 2. A Autêntica Culinária Francesa - os clássicos revisitados por consagrado chef Daniel Galmiche: Saraiva | 3. A deliciosa Comida de Bistrô - seduzida pelas comidas de bistrô francesas, a escritora alemã Anne-Katrin reúne dicas de restaurantes e receitas de cada região francesa: Saraiva | 4. Piquenique na Provence - autoria do premiado Almoço em Paris, a escritora nova-iorquina Elizabeth Bard lança um diário recheado de receitas, dicas e histórias de sua mudança de Paris para Provence.  Editora Rocco | 5. A Arte Culinária de Julia Child - além de receitas tradicionais francesas, o livro também traz truques e macetes para substituir equipamentos antigos que já não se usam mais: Fnac ... Veja também: 5 livros de receitas veganas e vegetarianas E mais: Claudia Porteiro lança livro...
Leia mais

11 dicas para cozinhar para os amigos

Depois das dicas para cozinhar para muita gente, o Alexandre Cymes, do buffet Arroz de Festa, volta ao blog com segredos infalíveis para cozinhar para os amigos. Tem dica de quantidades, de pratos certeiros e até do que fazer quando se tem convidados intolerantes a certos alimentos e vegetarianos. Dá uma olhada: - Como calcular a quantidade de ingredientes para não faltar nem sobrar? Uma média de 500g de comida por pessoa tende a ser suficiente, se for um grupo de convidados com homens e mulheres. Mas tudo depende da ocasião. Se for um jantar durante a semana, ou um almoço de domingo a quantidade pode variar para mais na segunda opção. Outro ponto é como será servido. Se vai ficar em um buffet ou será oferecido em pequenas louças ou cumbucas (esta leva menos alimento). O importante é que sobrar é ruim, mas faltar é pior ainda. - Qual a dica para não servir nada gelado? Existem termômetros para medir a temperatura interna dos alimentos. Mas, uma dica rápida é espetar a comida com um garfo de trinchar e depois sentir a temperatura do garfo para saber se está frio ou quente. Mas cuidado para não estragar a apresentação quando for espetar. - Qual a melhor opção para servir carne em recepções caseiras? Carnes de longo cozimento são sempre a melhor opção, pois tendem a ficar macias com o processo de cozimento. As opções com molho são ainda melhores. E para preparar sem correr o risco de ressecar, aqueça em fogo médio. - Qual o cuidado para não sobrecarregar demais o sabor do jantar? Comida...
Leia mais

Os 10 mandamentos da cozinha econômica

Comer bem, de forma correta e sem causar um estrago no bolso pode ser mais fácil do que você pensa. Mais que economizar em produtos, boas práticas na hora de ir às compras e preparar os alimentos fazem toda a diferença. Veja como dicas fáceis e simples podem transformar sua geladeira e até sua conta bancária. O apetite aflorado é uma arma potente para fazer besteiras. Para não comprar por impulso, escolha horários e momentos em que você esteja satisfeito. Seja no celular, no papelzinho ou até no saco de pão, mas nunca vá às compras sem um foco. Ir em busca do que realmente é necessário, sem se distrair pelos corredores, evita, em mais da metade dos casos, que você leve o que não precise. Nem sempre a tática do “compre um e leve dois” é garantia de economia. Primeiro, você precisa ter certeza de que é necessário o segundo item. Fora isso, é indispensável verificar a validade dele. Estas ofertas só são boas se os produtos puderem ser guardados por longos períodos. Uma das formas mais certeiras de economizar é investir em produtos da estação. Além da relação custo/benefício ser vantajosa, na maioria das vezes eles estão em sua melhor fase. Produtos embalados e prontos para o uso são verdadeiros tiros na água para quem quer economizar. Custam mais caros por armazenarem um valor de preparo, usam, na sua maioria, embalagens plásticas prejudiciais ao meio ambiente, e nunca possuem o mesmo frescor de um a granel. Parece besteira, mas comprar sempre com o mesmo vendedor pode gerar duas coisas boas: a certeza de que aquele produto...
Leia mais