Casamentos Babies & Kids 15 anos

Navegue como ou

Matheus Garcia, da T-raZak, dá dicas para preparar a casa e o cardápio na hora de receber

bate-papo-matheus-trazak

Quem acompanha o blog, sabe que a gente adora as peças exclusivas e de garimpo da T-raZak. Porém, o que muita gente não sabe, é que o Matheus Garcia, nome por trás da loja, não é só um comerciante de louças e objetos, mas também um banqueteiro de mão cheia. “A cozinha era o meu local preferido na infância. Sou advogado por formação, cheguei a trabalhar na área por alguns anos, mas notei que passaria a vida me enganando se não trabalhasse com aquilo que mais me motiva: decorar, cozinhar e receber. Cursei gastronomia aqui no Brasil e fiz cursos de especialização fora do País”, resume ele.

No comando de seu catering, Matheus tem um jeito todo especial de servir e receber, que ele explica: “Não existem regras no catering, o cliente é quem manda. Não tenho cardápio pronto. A partir do briefing que recebo, monto um especialmente para aquele dia. E no catering, a forma de servir é muito importante para que o serviço seja de acordo com a proposta pretendida pelo cliente. Ou seja, se a intenção é deixar todos à vontade com uma mesa de aperitivos bem montada e farta, é possível. Agora, se ele quer bebericar com os amigos, ter um garçom passando entradinhas e um jantar empratado e servido em uma mesa bem posta, também é válido.” E o legal, é que o catering pode ser na casa do cliente, ou na loja da T-raZak, que fica em uma daquelas vilas charmosas do bairro do Higienópolis, em São Paulo.

E como a gente não podia perder toda a expertise dele em receber bem, fomos bater um papo com o Matheus e pegar dicas valiosas para preparar a casa e o cardápio. Dá uma olhada:

dicas-para-receber-bem-com-matheus-garcia-t-razak-10

A loja T-raZak decorada para um casamento

COMO SE ESTRUTURA UM JANTAR? PODE NOS DAR UMA SUGESTÃO DE CARDÁPIO INFALÍVEL PARA RECEBER OS AMIGOS E FAMILIARES EM CASA? 

Gosto da mesa de aperitivos bem farta e bela, com pães, patês, terrines, frios, saladas e opções quentes. Ainda falando de entradas, sugiro duas volantes, uma quente e outra fria. Para o prato principal, trabalhar duas opções também é a melhor saída, assim você consegue agradar a todos. Minhas sugestões são: uma massa ou um arroz gostoso, como pato ou camarão, e um peixe ou uma carne, que vai depender do gosto dos convidados. Quando for pensar na sobremesa, foque em apenas uma, bem produzida e servida individualmente, ou em várias menores, para uma mesa de sobremesas que encante. E para fechar com chave de ouro, gosto muito de preparar uma mesa com licores, lindos docinhos e cafés bem servidos.

E COMO FAZ PARA SERVIR TUDO ISSO EM CASA? 

Não precisa ter tudo. Muita gente até evita receber por este motivo, mas alugar é uma ótima saída. Existem diversas lojas que possuem este serviço. A D. FilipaFornecedoresD. FILIPAAluguel de materiaisSão Paulo (Capital)Leia mais, por exemplo, é uma grande parceira minha no catering. E quando levo meu serviço até o cliente, gosto de misturar peças do meu acervo T-raZak com peças alugadas, em consonância com o gosto pessoal dos anfitriões. Isto está, inclusive, dentro do orçamento.

cz-decoracao-casa-casamento-tijana-joao-sala-de-jantar-de-cima-mini-wedding-t-razak-2-1

Um mini wedding que aconteceu na casa T-raZak (Flores: Lucia Milan | Foto: Fabiana Kokubey)

dicas-para-receber-bem-com-matheus-garcia-t-razak-3

PARA QUE O ENCONTRO SEJA INCRÍVEL, OS PETISCOS PRECISAM IMPRESSIONAR LOGO DE CARA. QUAL A DICA NA HORA DE ESCOLHER?  

Petiscos frios são mais fáceis de servir, pois podem ficar expostos por mais tempo – e aqui não estou falando de peixe ou carne crua. Porém, os quentinhos sempre fazem mais sucesso, como bolinhos fritos; pasteizinhos de massa folhada ou assados; e delícias mais elaboradas. Os mais pedidos no catering são: Arancini T-raZak (bolinho de risoto de limão Siciliano recheado com muçarela de búfala, empanado com farinha japonesa e frito), e tartar de salmão com teriyaki sauce (tem a receita neste link).

E QUAL A MELHOR FORMA DE SERVÍ-LOS? 

Bandejas com ramequins, panelinhas, pratinhos ou cumbuquinhas acompanhados com garfinhos de siri, se for o caso.

Camarão ao molho tai

Camarão ao molho tai

Nhoque servido em bowl chinês

Nhoque servido em bowl chinês

Picadinho

Picadinho

JÁ QUE VOCÊ FALOU DOS PETISCOS MAIS PEDIDOS, QUAL O PRATO CAMPEÃO NO SEU BUFFET? 

A Caldeirada de abadejo com frutos do mar e especiarias, bem aromática e diferente de uma moqueca. Acompanha arroz de jasmim e pão ciabatta com azeite de oliva e alecrim. É infalível, além de funcionar muito bem como um confort food.

CASO O ANFITRIÃO QUEIRA OUSAR NA LOUÇA E USAR PEÇAS COLORIDAS E MISTURADAS, QUAIS CUIDADOS VOCÊ RECOMENDA? 

Misturar é uma arte, nem sempre o anfitrião acerta. Por isso, de uma forma geral, recomendo misturar apenas dois jogos, sendo pratos estampados de um, e pratos lisos de outro.

dicas-para-receber-bem-com-matheus-garcia-t-razak-4

dicas-para-receber-bem-com-matheus-garcia-t-razak-8

Trazak-guardanapo

ALGUM TIPO DE PEÇA INFALÍVEL PARA SURPREENDER?

Normalmente as peças de garimpo, trazidas de viagem.

PENSANDO EM UM JOGO DE JANTAR BÁSICO, QUANTO DE CADA ITEM É O IDEAL SE TER EM CASA? 

  • Pratos rasos, fundos e sobremesa: 18 (iguais ou diferentes). Para ocasiões mais formais, tente usar tudo do mesmo jogo, deixando as pontas da mesa diferentes caso falte utensílios iguais para todos os lugares. Mesas mais informais não pedem a mesma combinação de utensílios, e, por isso, não se preocupe em ter tudo em grande quantidade.
  • Talheres: 18 unidades de mesa (garfo, faca e colher). Talheres específicos, como de peixe, você pode alugar quando precisar.
  • Bandejas: Não se preocupe em ter bandejas iguais, cada bandeja tem o seu charme e utilidade. É sempre bom ter ao menos uma bandeja de prata grande, é a mais útil. Outra dica que dou é investir em uma bandeja de cambro, aquela de garçom própria para recolher, que são antiderrapante e não exige nenhum cuidado especial para manutenção.
  • Copos: Depende muito do que você serve em casa para seus convidados. Indico que tenha 18 taças de vinho, flute e água, e uma dúzia de copos baixos para uísque.
  • Xícaras: Uma dúzia de chá e outra de café são o suficiente. Na hora de servir, experimente colocá-las em uma bandeja bem produzida, com bule de prata, vasinho de flores, açúcar e adoçante bem organizados, bolachinhas ou petit fours. É uma delícia ser recebido assim.

dicas-para-receber-bem-com-matheus-garcia-t-razak-5

QUAL O MELHOR JEITO DE ORGANIZAR OS TALHERES E PRATOS EM UMA RECEPÇÃO INFORMAL? 

Muita gente gosta da disposição americana, com pratos empilhados e talheres enfileirados. Particularmente, acho mais interessante montar a mesa, sem tanta formalidade, mas com tudo o que for preciso pelos seus convidados, tanto para o conforto deles, quanto para que o anfitrião não precise ficar buscando e levando coisas ao invés de se divertir junto aos convidados.

O QUE NENHUM ANFITRIÃO DEVE ESQUECER?

De deixar seus convidados à vontade, de deixar tudo à mão para que eles não precisem tanto de você. Pensar na música, na escolha dos utensílios para a comida que irá servir, no conforto da luz indireta. Nada mais simples e agradável que a luz de um abajur aceso.

dicas-para-receber-bem-com-matheus-garcia-t-razak-7

QUAL SERIA SUA INDICAÇÃO DE TRILHA SONORA?

Jazz e Música brasileira de qualidade. As infalíveis são as trilhas sonoras dos filmes “Notting Hill” e “O Casamento do Meu Melhor Amigo”. Mas também gosto muito dos discos: “Except Sometimes”, da Molly Ringwald; “My Head is an Animal”, Of Monsters and Men; e Vanessa da Mata Canta Tom Jobim

 

 

(Fotos: T-raZak)

Veja também: Dicas para cozinhar para muitos convidados

E mais: 8 centros de mesa cin verduras e legumes

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *