Casamentos Babies & Kids 15 anos

Colunas

Exibindo página 4 de 949

Navegue como ou

Biomassa de banana verde: é hora de incluí-la na dieta

Obtida através da massa da banana verde cozida, a biomassa é uma ótima substituta para o leite condensado, creme de leite, maionese ou outros alimentos que fazem às vezes de espessante no preparo da comida. Além de não ter gosto de banana e não alterar o sabor das receitas, também faz bem à saúde, uma vez que melhora o funcionamento do intestino, contribui para a correta absorção de nutrientes, estimula o sistema imunológico e reduz a absorção de açúcar no sangue. Mas o melhor de tudo é que a biomassa é um excelente probiótico – fibras que servem de alimento para as bactérias boas do seu intestino. Por isso, ela tem baixo teor de carboidratos, auxilia no bom funcionamento intestinal e, como toda fibra, contribui para a saciedade. É importante que esse alimento faça parte da nossa rotina diária de alimentação. Duas colheres (sopa) por dia já são suficientes. E elas podem ser acrescentadas a sucos, shakes, sopas ou no preparo de receitas diversas, como panquecas, bolos, etc. Também é possível comprar as bananas verdes, fazer um purê e congelá-lo em pequenas porções. Outra opção é comprarmos a biomassa já pronta. Hoje em dia é fácil encontra-la em supermercados ou lojas de produtos naturais. Para quem se animar em fazer em casa, segue a receita: Ingredientes: - 5 bananas nanicas verdes - Água Modo de preparo: Lave as bananas com a casca Coloque-as em uma panela de pressão e cubra com água Deixe cozinhar por, aproximadamente, 8 minutos Retire da pressão, remova a casca e bata no liquidificador até...
Leia mais

20 dias sem adoçar bebidas. Topa o desafio?

Gostaria de propor um desafio: que tal ficar 20 dias sem adoçar bebidas como café, chás e sucos? Nem com açúcar, nem com adoçante. E aí, topa? Proponho isso porque vejo que cada vez mais as pessoas têm sentido a necessidade de adoçar tudo o que tomam, exagerando, muitas vezes, na dose do adoçante. Imperceptivelmente, com o passar dos dias, elas acabam usando uma quantidade cada vez maior para agradar o paladar. Pode reparar. E quanto mais doce ingerimos, mais o nosso corpo quer esse sabor e como o adoçante já é naturalmente mais doce do que o açúcar, vamos sentindo uma necessidade ainda maior de adoçar e quanto mais doce pior. Estou falando também de produtos diet ou até de receitas que se dizem fit, mas estão cheias de adoçante. Nossa língua e nosso intestino são repletos de receptores para o gosto doce e quanto mais açucarado é um alimento, maior a ativação desses receptores e maior a absorção de açúcar pelo nosso organismo. O que eu quero dizer, portanto, é que o adoçante pode facilitar ainda mais a absorção de alguns carboidratos de alto índice glicêmico, levando nosso corpo a produzir mais insulina e aumentando as chances de armazenar tudo isso em forma de gordura. Um verdadeiro ciclo vicioso. Durante a gravidez, muitas mulheres optam pelo consumo de adoçante para evitar os indesejados quilos a mais; enquanto outras são diabéticas e precisam substituir o açúcar refinado por adoçante. Em qualquer um dos casos, o recomendado é manter-se longe dos adoçantes a base de frutose, ciclamato de sódio...
Leia mais

Mesa posta: DIY para o almoço de verão

Logo que começamos a pensar em nosso almoço de verão, a Fabiana Moura, que cuidou de toda a decoração, veio com uma ideia super bacana: usar papel de scrapbook como jogo americano e caminho de mesa. Como ele é mais grossinho e tem estampas coloridas e divertidas, é perfeito para uma recepção mais informal e descontraída. Para o nosso editorial, a Fabiana montou primeiro o jogo americano com a folha quadrada maior (vendida já neste formato): E depois, como alternativa, deu a sugestão do caminho de mesa com um mosaico de quadradinhos pequenos: Que é super fácil de montar, basta colar com fita adesiva pelo avesso um quadradinho seguido do outro: E esses quadradinhos também servem como porta copos: Ah, e não se esqueçam que na seção Goodies do site tem a os menus do editorial (+ place cards combinando) para fazer download e imprimir! Fotos: Roberto Tamer | Espaço: Manioca | Decoração: Fabiana Moura | Flores: Lucia Milan | Louças: D. Filipa e...
Leia mais

Mesa posta: a diferença que as cadeiras fazem

Durante nosso editorial de verão, ficamos em dúvida em qual modelo de cadeira escolher. O Manioca tinha uma opção de madeira, da Thonart, e outra branca mais moderna. Como eu sempre digo, só dá para decidir testando! Por isso, primeiro, colocamos as cadeiras brancas (que, no fim, foram as eleitas): Depois, foi a vez de tentar o mix, que definitivamente não nos agradou: Por último, colocamos todas as cadeira Thonart... e gostamos bastante! As cadeiras deram mais "brasilidade" à mesa e como havia madeira nos vasos e nos talheres o resultado ficou harmônico. Além disso, o fato de as cadeiras serem vazadas deixou o todo bem leve. É incrível a diferença que as cadeiras fazem na mesa, não?! No fim, escolhemos as brancas porque achamos que elas deixaram tudo mais claro, bem verão, e o design mais moderno delas conversa com o da mesa. E também pensamos que teríamos ainda muitas oportunidades para usar as cadeiras Thonart nos próximos editoriais...!  Fizemos um gift para mostrar melhor a diferença entre as duas opções: E aí, qual vocês preferem? Fotos: Roberto Tamer | Espaço: Manioca | Decoração: Fabiana Moura | Flores: Lucia Milan | Louças: D. Filipa e Tok&Stok | Talheres e copos: D....
Leia mais

Mesa posta: almoço de verão

Queríamos muito fazer um editorial de mesa posta para o verão com cores alegres e vibrantes. E conversando com a querida Fabiana Moura, que já tinha feito nossas mesas de Natal, a ideia evolui e hoje apresentamos nossa aposta para um almoço em casa - uma ótima ideia para quem vai receber durante o carnaval. Para a decoração da mesa, Fabiana pensou em mix de estampas para as louças (a de bolinha é da D. Filipa, que aluga materiais para festas e a amarela da Tok&Stok) e para os jogos americanos (que na verdade são folhas de papel de scrapbook). A cartela de cores foi bem cítrica e marcada pelo laranja, amarelo, rosa e verde. E para arrematar, canudinhos coloridos deram um toque divertido para a produção. Para não "brigar" com tantas cores, Fabiana escolheu os talheres de bambu da D. Filipa. Os menus foram criados aqui e estão disponíveis para download nos nossos Goodies (junto com placecards no mesmo estilo). O centro de mesa combinou arranjos lindos criados por Lucia Milan com orquídeas, cravos, dálias, suculentas e até plantas carnívoras (tendência, segundo Lúcia, e que a gente adorou pelo design exótico) e frutas diversas (laranja, limão, goiaba e caju). A mesa ainda ganhou a companhia de um jardim vertical incrível do Manioca, nossa locação, responsável pelas comidinhas e drinks divinos - além da mesa verde água e cadeiras! Vem ver as fotos que o Roberto Tamer fez: Fotos: Roberto Tamer | Espaço e menu: Manioca | Decoração: Fabiana Moura | Flores: Lucia Milan | Louças: D. Filipa e Tok&Stok | Talheres e copos: D....
Leia mais

Como higienizar frutas com casca, legumes e verduras?

Embora pareça uma questão básica, muitas pessoas ainda têm dúvidas de qual é a melhor maneira de se higienizar frutas com casca, legumes e verduras, principalmente quando consumidas cruas. No entanto, a higienização desses alimentos é essencial. Afinal, muitos dos casos de intoxicação alimentar acontecem pela falta de higiene da comida. Algumas pessoas têm o costume de utilizar vinagre como esterilizante, mas ele não é 100% confiável para eliminar os microrganismos. A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) recomenda que a limpeza dos alimentos seja feita com o hipoclorito de sódio, produto composto com o mesmo princípio ativo da água sanitária, mas com um diferencial: é próprio para consumo, podendo ser encontrado em qualquer supermercado. Mas, como usar o hipoclorito de sódio? Siga o passo a passo abaixo: 1. Lave as frutas, legumes ou verduras uma a uma em água corrente; 2. Em uma bacia, coloque 1 col. (sopa) de hipoclorito de sódio para cada litro de água. Mergulhe os alimentos nessa solução e deixe-os de molho por, aproximadamente, 15 minutos. Retire-os da bacia e enxague em água corrente. Pronto! Eles já estão prontos para consumo. Atenção! Alimentos orgânicos, apesar de não possuírem nenhum tipo de fertilizante, agrotóxico ou pesticida, também entram em contato com fungos e bactérias e devem, sim, ser higienizados antes do consumo. Além disso, no mercado, existem alguns alimentos já higienizados que podem ser considerados mais práticos, apesar de serem mais caros. Mas sempre prefiro fazer a limpeza eu mesma. Até a próxima, Karina Veja também: A abóbora: uma aliada de peso na alimentação E...
Leia mais

DIY: Papel de presente pintado + anemona de crepom para enfeitar

Eu adoro personalizar os papéis que uso para embrulhar os presentes de Natal, e essa opção é super rápida e fácil. Aproveitei e já deixei outras folhas prontas para futuras embalagens. A anêmona da um toque mais feminino, já que escolhi cores escuras, e a opção com a fita deixa o resultado mais moderno e masculino. Mãos à obra? Para a pintura do papel Você pode usar o tipo de papel que preferir. Eu usei papel de seda e color plus. O papel de seda é sempre mais “chatinho”na hora de embalar, já que a massa com facilidade, mas é uma opção mais barata. Já o color plus deixa a embalagem mais elegante. Para a pintura, fiz uma mistura de tinta acrílica azul escura e pérola. A idéia era criar uma cor que não desse tanto contraste quanto o branco e que tivesse um pouco de brilho. Mergulhe o pincel na tinta e não retire nenhum excesso, pois isso é o que vai criar os diferentes tamanhos e dar textura. Depois é só levantar as cerdas do pincel com o dedo e se divertir criando sua pintura. Para a Anemona Para a anêmona, você vai precisar de papel crepom (de preferência parafinado), algodão, durex, tesoura e arame encapado, que você encontra em armarinhos ou loja de materiais para artesanato. Prenda o algodão na ponta do arame e cubra com o papel crepom. Corte uma tira de crepom com 7cm de comprimento e 5cm de altura. Depois corte uma franja e enrole ao redor do miolo da flor. Corte as...
Leia mais

Editorial: decoração em branco, dourado e vermelho para o almoço de Natal

Continuando o Editorial de Natal (para ver a primeira parte, clique aqui), chegou a hora da decoração em branco, dourado e vermelho para o almoço de Natal. Nesta proposta, Fabiana Moura levou o decor central da mesa da ceia (as bolas, os castiçais e os presentes) para outros cantinhos da casa. Algumas peças foram mantidas também no almoço, mas a mesa como um todo ganhou um ar um pouco mais casual. Mariana Bassi fez os lindos arranjos de flores brancas com cinerárias e sementinhas vermelhas. O vermelho também surgiu no acabamento dos pratos da D. Filipa e nas cerejas que repousaram sobre os guardanapos da Zara Home. Os lugares foram marcados com pinhas pintadas de dourado. Vem ver as fotos do Roberto Tamer para a mesa do almoço de Natal: Decoração: Fabiana Moura | Fotos: Roberto Tamer | Sousplats, pratos, talheres e taças: D. Filipa | Guardanapos e caminhos de mesa: Zara Home | Arranjos de flores e vasos: Mariana...
Leia mais

Saiba como deixar a ceia de Natal e Ano Novo mais light

A maioria das pessoas já reserva as festas de final de ano para o ganho de alguns quilinhos, mas também é possível deixar a ceia de Natal ou Ano Novo mais light sem abrir mão da fartura característica dessa época do ano. O maior problema dessas datas é que a mesa costuma ter tantas opções que acabamos querendo comer um pouco de tudo, o que deixa nossa refeição bem mais calórica. Por isso, minha sugestão é organizar o prato, ou seja, escolher apenas uma opção de carboidrato, outra de proteínas e complementar com saladas, legumes e verduras. O carboidrato pode ser um arroz com vários grãos – além de ter um baixo índice glicêmico combina com o peru –, ou um “arroz de couve-flor”. Basta refogar a couve com cebola e alho até que ela fique al dente, temperar com sal e outros ingredientes da sua preferência e depois picar bem. A lentilha, outro alimento típico das celebrações de Ano Novo, também pode ser uma boa opção no Natal, pois tem um baixo índice glicêmico e combina com os demais pratos. Como proteína, por que não trocar o tender pelo peru? Ele é bem menos calórico, tem baixo teor de gorduras e também é super saboroso. Já a farofa, um alimento quase obrigatório nessa época do ano, pode ser feita de uma maneira mais saudável e rica em nutrientes, utilizando castanhas e sementes. Basta misturar as castanhas de sua preferência com sementes de girassol e abóbora – antes, você pode quebra-las de maneira bem rústica – e colocar no...
Leia mais

A abóbora: uma aliada de peso na alimentação

Inspirada pelo clima de Halloween resolvi destacar as propriedades de um dos meus alimentos preferidos, a abóbora! Existem diversos tipos de abóboras, a usada no Halloween é a moranga, tradicionalmente conhecida por suas sementes ricas em gorduras monoinsaturadas, que ajudam a diminuir o colesterol ruim. Mas, mais do que isso, a semente também é uma fonte de vitaminas e minerais, com destaque para o magnésio, essencial para o relaxamento muscular. O alimento também contém triptofano, aminoácido responsável por fabricar serotonina, aquele neurotransmissor responsável pela sensação de bem estar. Portanto, a semente de abóbora é uma ótima opção de lanche da tarde, hora que temos mais vontade de carboidratos ou doces, devido à queda de serotonina, neurotransmissor que atua no cérebro e é responsável por regular o nosso sono, humor e apetite. Já a abóbora cabotiã, além de ser uma delícia, é uma ótima fonte de carboidratos, pois tem alto teor de fibras, baixo índice glicêmico e poucas calorias. Para os meus pacientes, sempre recomendo substituir o arroz ou a batata por abóbora, uma vez que o legume é rico em betacaroteno, um antioxidante importante tanto para a saúde dos olhos como para manter aquele bronzeado. Bom, não?! O ideal é consumir o alimento no lugar da sua porção de carboidrato no almoço ou no jantar. Existem diversas maneiras de preparo, como uma deliciosa sopa de abóbora com gengibre, ótima opção para um jantar light e rico em nutrientes. O gengibre irá conferir sabor e adicionar propriedades anti-inflamatórias e digestivas ao caldo. Outra opção é a abóbora assada com ervas,...
Leia mais