Casamentos Babies & Kids 15 anos
Topo

Navegue como ou

Como deixar sua salada sempre fresca

As férias acabaram e é hora de retomar a rotina! Inclusive, a rotina alimentar. Um dos maiores desafios é organizar as compras e ter tudo a mão para o dia a dia. Se só moram duas pessoas na sua casa, os alimentos podem acabar estragando antes de serem consumidos.

No verão, ficamos com mais vontade de comer saladas e pratos frios, por isso, vamos aproveitar a época para ajustar a alimentação. Darei algumas dicas para manter sua salada sempre fresquinha e facilitar o preparo.

Assim que chegar da feira ou do mercado, não tenha preguiça e separe um tempo para lavar as verduras e legumes. Passe-os em água corrente e deixe de molho com um produto próprio para a higienização dos alimentos por cerca de 15 minutos. Retire as folhas, enxágue e seque bem com um pano de prato limpo ou com aqueles aparelhos que centrifugam. Tirar a umidade fará com que as folhas fiquem mais crocantes e durem mais.

Guarde-as em um recipiente com tampa ou em saquinhos plásticos que fechem. Eles são ótimas opções, já que não ocupam espaço na geladeira. Outra dica que ajuda na conservação é colocar papel toalha entre as folhas, uma camada de cada. Dá para fazer tanto com folhas ou com temperinhos, já que as ervas costumam estragar facilmente.

Com essas dicas, você consegue se organizar e sempre ter os ingredientes em casa. Assim, é só pegar a salada na geladeira, colocar no prato e temperar! Chega de desculpas para a preguiça de fazer uma refeição saudável à noite!

Até a próxima,

Karina

Drª Karina Al Assal é nutricionista graduada pelo Centro Universitário São Camilo, especialista em nutrição clínica pelo Hospital Sírio Libanês, especialista em nutrição clínica funcional pelo Instituto Valéria Paschoal e mestranda em nutrição e cirurgia metabólica do aparelho digestivo pela Faculdade de Medicina de São Paulo.

Veja também: Descubra qual o melhor óleo para usar na cozinha

E mais: Germinação de grãos para agregar valor nutricional à dieta

Receita de arroz lambe-lambe da Ana Luiza Trajano

A chef Ana Luiza Trajano, do Instituto Brasil a Gosto, acaba de lançar seu mais novo livro. Intitulo de “Básico: enciclopédia de receitas do Brasil” (compre neste link), ele traz em suas páginas mais de 512 receitas divididas em: tira-gosto, petiscos, pratos principais, misturas, acompanhamentos, sobremesas, pães e quitandas para acompanhar o cafezinho no final da refeição. Aproveitamos a novidade para pedir uma das receitinhas do livro para inspirar vocês. Dá uma olhada no passo a passo do arroz lambe-lambe dela:

Ingredientes:

– 1 kg de mariscos de mangue frescos
– ½ cebola grande picada
– 2 dentes de alho picados
– 1 pimentão amarelo sem casca em cubos médios
– 2 colheres (sopa) de óleo de milho
– 2½ xícaras (chá) de arroz branco
– 5 xícaras (chá) de caldo de legumes (receita abaixo)
– 4 tomates sem casca em cubos médios
– ½ maço de cebolinha-verde picada
– ½ maço de coentro picado
– Sal a gosto

Modo de preparo:

1. Mergulhe os mariscos na água por 30 minutos, para tirar o excesso de areia; descarte os que se abrirem.

2. Refogue a cebola, o alho e o pimentão no óleo de milho, até murchar um pouco.

3. Junte o arroz e mexa para envolver no óleo.

4. Cubra com o caldo morno (ou água morna), tempere com sal e acrescente os mariscos, o tomate e metade das ervas.

5. Cozinhe até o arroz ficar macio; descarte os mariscos que não se abrirem, pois não estão saudáveis para o consumo.

6. Finalize com as ervas restantes e sirva.

Ingredientes para o caldo de legumes:

– 2,8 litros
– 1 hora
– Fácil
– 1 cenoura
– 2 cebolas
– 1 alho-poró
– 3 talos de salsão
– 5 grãos de pimenta-do-reino preta
– 1 ramo de tomilho
– Talos de salsinha
– 1 folha de louro

Modo de preparo:

1. Corte a cenoura, a cebola, o alho-poró e o salsão em pedaços com cerca de 1 cm.

2. Coloque todos os ingredientes em uma panela grande com 3 litros de água e aqueça em fogo alto.

3. Quando ferver, diminua o fogo e cozinhe por cerca de 40 minutos.

4. Deixe esfriar, coe e guarde.

Rendimento: 6 porções | Tempo de preparo: 1h20

17 revestimentos cerâmicos que imitam materiais nobres e clássicos da decoração

Continuando nosso “Diário de Reforma” do StudioCZ, foi na Eliane Revestimentos que encontramos o azulejo moderninho e o piso que queríamos para a nossa cozinha e banheiro, respectivamente. E assim como a Decortiles, outra empresa que faz parte do nosso projeto e que já falamos aqui no site, a Eliane também tem ótimas opções de revestimentos cerâmicos para a casa.

A tecnologia é tanta, que eles conseguem reproduzir com perfeição o efeito estético do tempo sobre as placas metálicas e a tradicional geometria do décor português. E um diferencial muito legal deles é o tamanho das placas, que atinge até 1,20 x 2,40 m, e faz toda a diferença no resultado final. Dá uma olhada nos nossos favoritos:

Coleção aGa, assinada por Alex Hanazaki

As opções assinadas pelo paisagista Alex Hanazaki trazem o mix da beleza bruta da estética natural em equilíbrio com o industrial. Ao todo sõa sete tonalidades diferentes que vão do quente, passando pelo neutro e chegando ao contemporâneo.

Demais lançamentos que adoramos:

Cubic Jeans

Com um delicado toque perolado em um acabamento suave e elegante, o revestimento apresenta um efeito óptico que fica incrível com jogo de luzes, onde a tonalidade azulada do tecido compõe ambientes contemporâneos e conceituais. É a representação da moda na decoração de interiores.

Munari Shadow Mix Blue

Em uma releitura do tradicional ladrilho hidráulico, o porcelanato traz um aspecto atemporal, neutro e versátil, criando um mood sóbrio com geometria assimética.

Patchwork Aço

O clássico formato pequeno ganha aqui um aspecto corrosivo das chapas metálicas, resultado do material que sofreu a ação do tempo, tornando a peça esteticamente urbana e atual.

Patchwork Cimento

O Patchwork Cimento segue a tendência da tonalidade cinza alinhado ao resgate das tradicionais cerâmicas, uma das marcas registradas da Eliane desde a década de1950. Aqui, ela aparece repaginada, com traços cromáticos artesanais e texturas mais sóbrias.

Ardósia

A ardósia é uma das versáteis da coleção, permitindo composições super interessantes e em diferentes espaços. Seu tom escuro e textura intensa deixa tudo mais interessante.

Trevi

Em uma releitura das pedras clássicas, a linha Trevi confere a nobreza do mármore travertino com texturas marcantes e de forte personalidade aos ambientes. Os veios profundos formam relevos que tornam as peças imponentes, seja no acabamento nobre do alto brilho ou na rusticidade do fosco.

(Fotos: Divulgação)

. . . . . . . . . . 

Veja também: Revestimentos em versões sóbrias para a casa

E mais: O piso vinilico que escolhemos para o nosso escritório