Casamentos Babies & Kids 15 anos
Topo

Navegue como ou

17 revestimentos cerâmicos que imitam materiais nobres e clássicos da decoração

Continuando nosso “Diário de Reforma” do StudioCZ, foi na Eliane Revestimentos que encontramos o azulejo moderninho e o piso que queríamos para a nossa cozinha e banheiro, respectivamente. E assim como a Decortiles, outra empresa que faz parte do nosso projeto e que já falamos aqui no site, a Eliane também tem ótimas opções de revestimentos cerâmicos para a casa.

A tecnologia é tanta, que eles conseguem reproduzir com perfeição o efeito estético do tempo sobre as placas metálicas e a tradicional geometria do décor português. E um diferencial muito legal deles é o tamanho das placas, que atinge até 1,20 x 2,40 m, e faz toda a diferença no resultado final. Dá uma olhada nos nossos favoritos:

Coleção aGa, assinada por Alex Hanazaki

As opções assinadas pelo paisagista Alex Hanazaki trazem o mix da beleza bruta da estética natural em equilíbrio com o industrial. Ao todo sõa sete tonalidades diferentes que vão do quente, passando pelo neutro e chegando ao contemporâneo.

Demais lançamentos que adoramos:

Cubic Jeans

Com um delicado toque perolado em um acabamento suave e elegante, o revestimento apresenta um efeito óptico que fica incrível com jogo de luzes, onde a tonalidade azulada do tecido compõe ambientes contemporâneos e conceituais. É a representação da moda na decoração de interiores.

Munari Shadow Mix Blue

Em uma releitura do tradicional ladrilho hidráulico, o porcelanato traz um aspecto atemporal, neutro e versátil, criando um mood sóbrio com geometria assimética.

Patchwork Aço

O clássico formato pequeno ganha aqui um aspecto corrosivo das chapas metálicas, resultado do material que sofreu a ação do tempo, tornando a peça esteticamente urbana e atual.

Patchwork Cimento

O Patchwork Cimento segue a tendência da tonalidade cinza alinhado ao resgate das tradicionais cerâmicas, uma das marcas registradas da Eliane desde a década de1950. Aqui, ela aparece repaginada, com traços cromáticos artesanais e texturas mais sóbrias.

Ardósia

A ardósia é uma das versáteis da coleção, permitindo composições super interessantes e em diferentes espaços. Seu tom escuro e textura intensa deixa tudo mais interessante.

Trevi

Em uma releitura das pedras clássicas, a linha Trevi confere a nobreza do mármore travertino com texturas marcantes e de forte personalidade aos ambientes. Os veios profundos formam relevos que tornam as peças imponentes, seja no acabamento nobre do alto brilho ou na rusticidade do fosco.

(Fotos: Divulgação)

. . . . . . . . . . 

Veja também: Revestimentos em versões sóbrias para a casa

E mais: O piso vinilico que escolhemos para o nosso escritório

Conheça a mansão de Ricky Martin em Los Angeles

2018 mal começou e Ricky Martin não sai da mídia. O cantor, que está prestes a mostrar seu lado ator na série “American Crime Story: The Assassination of Gianni Versace”, abriu as portas de sua mansão em Bervely Hills, Los Angeles, para a revista AD. Na entrevista, o Ricky Martin falou sobre a decisão de fixar moradia em LA. “Estávamos pensando em morar em Londres ou em Nova York, mas depois decidimos alugar em Los Angeles por um mês, para ter uma ideia da vibração da cidade. LA nos acolheu totalmente – nós adoramos. No final do mês, sabíamos que queríamos estar aqui”, contou ele, que mora com o marido Jwan Yosef e os gêmeos Valentino e Matteo. 

A decoração ficou por conta de Jwan, que é pintor e mostrou que bom gosto não lhe falta quando o assunto é decor. A casa é maravilhosa, tem luz natural de sobra e preza pelo conforto da família. A madeira é um dos pontos altos do projeto, assim como as obras de arte e o mobiliário de design moderno. Dá uma olhada nas fotos e no vídeo que eles gravaram para a publicação:

(Fotos e vídeo: Revista AD)

. . . . . . . 

Veja também: Tour virtual pelo apartamento de Hilary Swank em Paris

E mais: Conheça a casa que Obama mora depois que saiu da Casa Branca

Você sabe o que é PANCS e como elas podem mudar sua alimentação?

Já ouviu falar em PANCS? Provavelmente você passou por uma sem se dar conta. Elas são Plantas Alimentícias Não Convencionais, ou seja, plantas que não consumimos ou não reconhecemos como alimentos. No entanto, podemos encontrá-las em lugares comuns como jardins, hortas, calçadas, muros, etc. Geralmente, elas não são usadas como comida por falta de conhecimento, o que precisa ser mudado!

O consumo dessas plantas é uma forma de diversificar e enriquecer sua alimentação. Muitas delas são mais ricas em nutrientes do que as verduras que estamos habituados a comer. O Ministério da Agricultura lançou, em 2010, um manual de hortaliças não convencionais que compila 23 espécies de vegetais. Hoje, este número é muito maior.

Porém, é preciso um certo cuidado na identificação de cada uma delas, além de saber a maneira e hora certa para seu consumo. Muitas são afetadas pela poluição da cidade, tornando-as não recomendadas para alimentação.

Atualmente, chefes renomados como Helena Rizzo e Paola Carosella usam estas plantas em seus pratos. Conseguimos também comprá-las em feiras, como a Feira de Orgânicos do Parque da Água Branca, em São Paulo.

Exemplos de PANCS

Alfavaca: família do manjericão com folhas maiores, ela é rica em óleos essenciais, o que dá um tempero especial na sua preparação.

Ora-pro-nóbis: contém uma quantidade considerável de uma proteína chamada popularmente de carne dos pobres. É boa para a digestão e tem alto valor nutricional. Essa PANC pode ser consumida refogada, em sopas, ensopados ou recheio de tortas.

Peixinho: ela é uma planta cujo sabor lembra peixe. Bem saborosa, fica melhor cozida ou frita.

Moringa: da região do Nordeste, ela tem um poder anti-inflamatório potente, sendo que suas folhas, frutos e raízes podem ser consumidos.

Dente de leão: ele tem efeito detoxificante e pode ser bebido em forma de chá.

Que tal testar novos sabores?

Até a próxima,

Karina

Drª Karina Al Assal é nutricionista graduada pelo Centro Universitário São Camilo, especialista em nutrição clínica pelo Hospital Sírio Libanês, especialista em nutrição clínica funcional pelo Instituto Valéria Paschoal e mestranda em nutrição e cirurgia metabólica do aparelho digestivo pela Faculdade de Medicina de São Paulo.

Veja também: Descubra qual o melhor óleo para usar na cozinha

E mais: Germinação de grãos para agregar valor nutricional à dieta